ATENDIMENTO A PUÉRPERA.

 

Avaliação inicial

Transferência para a Ala

Psicologia (1)

Fisioterapia

Nutrição

Enfermagem CTI

Enfermagem Obstetra

Fonoaudiologia

Médica

Psicologia (2)

Fisioterapia

Nutrição

Enfermagem CTI

Enfermagem Obstetra

Fonoaudiologia

Médica

 

 

 

Psicologia (1)

Puérpera com bebê na UTI neonatal

a-      Rotina da psicologia na UTI neonatal: discutir com equipe multiprofissional responsável;

b-      Contato inicial com os pais: avaliação das necessidades familiares;

c-      Caso a mãe esteja no CTI: discussão de caso com equipe de enfermagem do CTI, contato e avaliação das necessidades da mãe;

d-      Viabilizar a aproximação da mãe com o bebê através de fotos e filmes, assim como favorecer o envolvimento da mãe nos cuidados do bebê;

e-      Orientar a família nos cuidados necessários para a relação mãe-bebê;

f-        Existindo a necessidade familiar  e ou para pacientes a psicologia poderá seguir em acompanhamento (suporte familiar, avaliação psicológica, acompanhamento de apoio pontual ou curto prazo, acompanhamento psicoterápico breve).

 

Puérperas ou gestantes (abortos)  

a-      Discutir o caso com o médico titular e equipe multiprofissional responsável;

b-     Avaliação do risco psicológico familiar (realizada através de entrevista com os familiares em grupo ou individualmente, com o objetivo de avaliar a dinâmica familiar em relação ao paciente, detectar as condições familiares para enfrentamento da situação e verificar as necessidades do grupo familiar);

c-      Avaliação do risco psicológico da paciente;

d-     No caso das puérperas sem bebê na UTI neonatal: viabilizar a aproximação da mãe com o bebê através de fotos e filmes e orientar a família nos cuidados necessários para a relação mãe-bebê;

e-      Existindo a necessidade familiar  e ou para pacientes a psicologia poderá seguir em acompanhamento (suporte familiar, avaliação psicológica, acompanhamento de apoio pontual ou curto prazo, acompanhamento psicoterápico breve).

 

Psicologia (2)

a-  Discutir o caso com a equipe multiprofissional responsável;

b-     Manter as condutas terapêuticas para a paciente e família adotadas no CTI.

 

 

Volta ao menu do Grupo de Humanização